quinta-feira, 28 de maio de 2015

Parcerias: Blog Fotografia e Leitura

Oi gente!
Tudo bem por aí?
Espero que sim! ^^

No post de hoje vou apresentar a vocês mais uma parceria. Já citei esse blog aqui em outras postagens, mas dessa vez vim falar dele, só dele pra vocês. O blog é o Fotografia e Leitura, blog da minha irmãzinha.


http://fotografiaeleitura.blogspot.com.br/

Como o próprio nome já diz, o blog fala sobre fotografia e leitura. Mais sobre leitura, já que com o passar do tempo a Thaís acabou se identificando mais com esse assunto. Lá você encontra novidades sobre livros, resenhas, entrevistas com autores nacionais e informações gerais sobre esse universo mágico que é o da literatura. Também é possível encontrar algumas fotos que minha irmã faz por lá.

Pra quem curte ler, esse blog é um prato cheio. Eu super indico. E não é só porque é o da minha irmã! ^^

E fiquem de olho que em breve lançaremos algum projeto juntas para celebrar nossa parceria!

Então é isso gente. O post de hoje foi só pra apresentar mais essa parceria. Lembrando que se alguém quiser fazer parceria, tanto de lojas quanto de blogs, pode conferir as informações nessa página. Se quiser conhecer todos os parceiros, pode clicar aqui e ver os posts de apresentações dos mesmos.

Espero que tenham gostado e se divirtam no blog da Thaís. Beijos e até o próximo post! ;***


♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥

Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

terça-feira, 26 de maio de 2015

Livro: The Secret - O Segredo - Rhonda Byrne

Oi, oi, oi gente!
E aí, como vocês estão?
Espero que todo mundo bem!! ^^

Eu ando melhorando daquela crise de desânimo que eu tava. Inclusive, comecei a melhorar graças a esse livro que vou falar aqui hoje pra vocês. Não, não é um livro de autoajuda. Pelo menos eu acho que não. Mas também não vejo problemas em livros assim.

Gente.. finalmente eu consegui terminar de atualizar minhas leituras blogárias... (eu sei que essa palavra não existe, mas...). Pra quem não sabe, eu sou meio paranoica com essas leituras. Eu gosto de manter sempre atualizada a leitura dos blogs que eu sigo. Gosto de ler tudinho mesmo (ou quase tudo) que as pessoas postam. E aí quando to numa semana muito crisenta, eu acabo deixando a leitura de lado e depois é uma peleja pra conseguir ler tudo que ficou pra trás. Prestem atenção, não vejo isso como uma obrigação. É só que gosto de ver sobre o que as pessoas estão falando, o que anda inspirando as pessoas. O que andam pensando e tal. E depois de uma semana sem ler nadinha, fui retomar desde o último post que li e foram quase duas semanas pra conseguir ler tudo. E bom, isso não tem nada a ver com o post, muito menos é algo que talvez vocês queiram saber, mas eu quis falar mesmo assim... rs

Ah, antes que eu me esqueça, preciso dizer que fiquei muito feliz com o retorno de vocês no último post! Fiquei muito feliz em perceber que não sou só eu que acha que tem coisa que presta por aqui e que sabe valorizar o que a gente ainda tem de bom. Obrigada a vocês que me fazem ter um pouquinho de fé na humanidade! ♥

Enfim, então vamos ao post de hoje, né!?

Bom, hoje vou falar do livro O Segredo, da autora Rhonda Byrne pra vocês. Como eu disse, foi lendo esse livro que comecei a sair da crise que eu estava. Confesso que ainda to um pouco desanimada, mas não é igual eu tava antes. Preciso dizer que tudo que eu li nesse livro, de certa forma já eram coisas que eu pensava antes. E muitas vezes já fazia. Mas sabe quando às vezes parece que a gente esquece das coisas da vida e se deixa levar por uma onda de "quero morrer"? Eu tava assim e esse livro me deu um empurrãozinho pra sair dessa maré ruim. Vamos a sinopse então:

"Altamente cobiçado, ele foi transmitido ao longo dos tempos, ocultado, perdido, roubado e comprado por grandes somas de dinheiro. Este Segredo secular foi compreendido por alguns dos maiores gênios da História: Platão, Galileu, Beethoven, Edison, Einstein - assim como outros inventores, teólogos, cientistas e grandes pensadores. Agora O Segredo está sendo revelado ao mundo."



Então gente. Na verdade, esse livro tem um filme que o precede. Pelo menos é o que me parece. Primeiro saiu o filme, depois o livro. O contrário do que a gente ta acostumado, mas é isso aí. É porque na verdade esse livro não é exatamente de histórias. É um livro onde a autora conta sua experiência sobre o descobrimento e estudos referentes ao Segredo e ao mesmo tempo uni depoimentos de mestres do Segredo à seus próprios depoimentos.

Mas que segredo é esse gente?

O Segredo da Lei da Atração. Não vou falar muito sobre isso por aqui por enquanto. Quem tiver interesse pode procurar o filme e o livro para começarem a entender melhor. Vou apenas falar que no livro é explicado basicamente o funcionamento da Lei da Atração. Como ela age nas nossas vidas, mesmo que não acreditemos nela. E como o mundo gira em torno dessa Lei. Como eu disse antes, eu já acreditava nessa "coisa" de Lei da Atração, mas esse livro me trouxe a um novo patamar sobre o assunto. Me deu uma visão muito maior do que eu acreditava ser essa coisa de "pensamentos e palavras tem poder". E me fez enxergar como muitas vezes nós "pedimos" as coisas de uma forma muito errada. Por exemplo, nós não queremos ficar doentes, então o que pedimos? "Não quero ficar doente". Só que a Lei da Atração não entende a diferença entre o quero e o não quero. Ela apenas capta a essência do seu pedido/pensamento, que é doente/doença. Então o que ela faz? Atrai doenças para você. Dessa forma, se você não quer ficar doente, você precisa pedir por saúde. Quando for pedir, peça da seguinte maneira: "Eu quero ter saúde" ao invés de "Eu não quero ficar doente".

E bom gente, isso não é nem metade do que realmente é a Lei da Atração. Por mais que você não acredite nessas coisas, eu sugeriria que lesse o livro mesmo assim, porque ele nos ajuda a pensar mais positivamente sobre a vida e nos ensina que nós somos os únicos capazes de realizar as coisas que realmente queremos. Nós somos os donos de nossas vidas e nossos destinos. E isso é falado o tempo todo no livro. O filme eu pretendo assistir em breve. E também quero me aprofundar na Lei da Atração e começar a aprender física quântica, que está super ligada à Lei da Atração.

Enfim, não vou me prolongar mais. Quem tiver interesse sobre o assunto, como eu disse, pode começar por esse livro. É um livro bem curto e que dá pra ler em uma tarde pra quem tem tempo. Eu levei em torno de uma semana pra ler porque só estava lendo no metrô e no ônibus no caminho de volta pra casa. E quando se lê nessas condições, muitas vezes é preciso voltar e ler alguns parágrafos de novo, o que atrasa a leitura. Mas é um livro pequeno e de linguagem fácil. A edição que eu to lendo ainda é super bonita e de capa dura, com páginas bem feitas também. Gostei bastante. Recomendo.


A edição veio com uma segunda capa, tipo encarte, onde tem uma apresentação do livro e mini biografia da autora.

O encarte fica tipo uma capa protetora pro livro.


Então é isso gente. Espero que tenham gostado!


Beijos e até o próximo post! ;***


♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥

Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:
| Facebook | Instagram | Youtube | Tumblr | Lookbook | Twitter |

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Só porque é Brasileiro?

Ei gente!
Olha só quem resolveu aparecer.. siim.. eu mesma!
E aí, como é que vocês estão? O que andaram aprontando?
Eu nada, como sempre...(e como vocês podem perceber...)

Deixa eu contar uma coisa pra vocês, o tempo por aqui finalmente deu uma esfriada! *----*
Nem acredito gente.. não tava aguentando mais aquele calor dos infernos que tava fazendo. Esse friozinho é tãããããoooo bom... por mim podia ficar assim pra sempre... ^^

Mas enfim, vamos ao que interessa que o post não é sobre o frio. Isso foi só um comentário pra compartilhar minha felicidade com vocês... rs
O assunto de hoje é outro.

Tem um tempinho que queria fazer esse post, mas tava andando sem vontade de escrever. Então aproveitando que hoje to aqui, resolvi falar sobre isso.

Outro dia fiz um post de música e falei pra vocês das bandas Luxúria e Megh Stock (se quiser conferir clique aqui) e teve uma moça que deixou um comentário que me deixou meio irritada na hora. Não, ela não me desrespeitou nem nada do tipo. Foi só um comentário "inofensivo". Mas que me fez pensar. O comentário dela foi o seguinte:

"Parece ser uma boa banda, mas não curto musica Brasileira! mas mesmo assim gostei muito da voz!
beijos"


(Não, eu não vou citar nome, nem blog porque eu não quero que isso pareça perseguição. Até porque essa moça não é a única que fala coisas desse tipo. Só tô usando o exemplo dela pra falar sobre o assunto.)

Primeiro ela admite que a banda parece ser boa e depois diz que gostou da voz da vocalista. Mas vira e fala que não curte música brasileira.

Oi? Hein?
Não.. pera.. tem um trem errado aí gente...


(imagem tirada do google - fonte)

Vamos lembrar primeiro que música brasileira não é um gênero musical. É uma classe de artistas, independente do gênero, que moram em determinado país (Brasil no caso) e fazem música aqui. Existe música brasileira de todos os gêneros. Existe, inclusive, música brasileira cantada em outro idioma. Claro que alguns são mais típicos do nosso país, mas mesmo assim existem gêneros para essas músicas. Se ela me dissesse que não gosta de rock, jazz ou blues, que são os gêneros predominantes na banda apresentada eu entenderia. Tranquilo uma pessoa não gostar de certos gêneros musicais. Eu mesma não gosto de funk, axé, pagode, sertanejo, etc. Mas daí falar que não curte música brasileira? Por quê gente? Só por que a música é em português? Só por que você consegue entender o sentido da letra, o que tá falando?


Ou será que é aquele eterno pré-conceito e ignorância (no sentido de falta de conhecimento) de dizer que nada no Brasil presta?
Porque gente, sinto muito te desiludir, mas isso é mentira. Existem coisas no Brasil que prestam sim!
Eu posso até não ser a melhor pessoa pra falar esse tipo de coisa já que eu mesma vivo falando que odeio esse país, mas se tem uma coisa que eu sei reconhecer e admitir é que temos artistas muito bons sim! Não só músicos/bandas, mas autores, atrizes e atores, bailarinas/dançarinas (os), pintores, cineastas, tatuadores, ilustradores, modelos, fotógrafos e todo tipo mais de artista que pode existir. Se você é uma dessas pessoas que vive generalizando e dizendo que nossa arte não presta, acho melhor você repensar seus conceitos.

E é isso gente. Não vou me prolongar muito mais sobre esse assunto. Só queria deixar uma interrogação na cabeça de vocês para vocês perceberam o quão injusto pode ser generalizar que todo artista brasileiro é ruim só porque é moda dizer que tudo no Brasil não presta. Lembre-se que poderia ser você o artista em questão. Você gostaria de ouvir que seu trabalho é uma bosta só porque você mora em determinado país? Lembrem-se que lá fora nossas artes são muito mais valorizadas do que dentro do nosso próprio país e que muitas vezes artistas de diversos estilos preferem deixar suas casas aqui, no nosso país, para poderem tentar ganhar a vida fazendo o que gosta por lá.


Beijos e até o próximo post! ;***

♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥

Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Bate-Papo #3 - 6 meses de blog!!!

Ooi genteee!!!
Coméquecêstão hoje?
Espero que todo mundo bem por aí! :)

Hoje é mais um post de bate-papo.. dois seguidos hein.. haja saco pra me aguentar falar escrever... kkk
Mas hoje é por um motivo especial: estamos fazendo 6 meses de blog!!! uhuul! o///
Estamos mesmo, porque sem vocês por aqui eu ia ficar falando sozinha. Não que isso fosse difícil de acontecer, mas..... rs

Enfim, só tô passando mesmo pra deixar essa data registrada e dizer que to muito feliz que já to a esse tempo todo interagindo com pessoas tão maravilhosas quanto vocês! Feliz e orgulhosa de mim mesma por não ter desistido ainda, por ser eu mesma sempre e poder fazer desse cantinho o meu cantinho de devaneios compartilhados... rs


Parabéns pra nós! (foto do google)

Sério gente, eu nunca imaginei que em apenas 6 meses eu poderia conhecer pessoas tão legais e que em apenas 6 meses eu já tivesse 68 seguidores. 68 pessoas querendo acompanhar minhas maluquices, dicas, ensaios, e tudo mais. Pra vocês pode até parecer pouco, mas pra mim é muito importante. E preciso dizer, como esse tempo passou rápido... parece que ontem mesmo resolvi criar o blog e hoje já estão fazendo 6 meses...

Ter esse blog tem me feito muito bem. Tem me feito sentir mais útil nessa vida. Tem me animado um pouco. Tem me feito abrir ainda mais minha mente e meu olhar sobre o mundo. Tem me feito aprender mais sobre as pessoas e sobre a vida de uma forma geral. Tem me feito acreditar um pouco mais no mundo (que eu sempre acho que ta perdido...). Tem me feito feliz!

Pra comemorar esses 6 meses to querendo fazer um sorteio esse mês. Vou gravar mais uns 2 vídeos de DIY e depois vou sortear pra vocês as coisinhas que eu fizer no vídeo. Apenas pra não passar em branco mesmo. Espero que eu consiga fazer isso! Mas se eu não gravar o vídeo, faço os trem assim mesmo e sorteio aqui.

(foto do google)


Mas enfim, é isso. Só queria agradecer a todos vocês que me acompanham e que fazem desse cantinho um lugar mais agradável. Um lugar de aprendizado. De compartilhamento.

Obrigada!


Beijos e até o próximo post! ;***



♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥

Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

terça-feira, 12 de maio de 2015

Bate-Papo #2 - Final de Semana, Cabelo Novo, Divagações...

Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Espero que sim!

E aí, como foi o final de semana de vocês? E o dia das mães? Fizeram algo especial pras mães de vocês? Eu fiz uma lasanha que minha mãe queria comer, dei um presentinho e fiquei por conta dela o dia todo. Acho que ela gostou e ficou feliz. ^^
Tá que eu acho essa data super comercial e acho que dia das mães é todo dia e que devemos estar do lado e ajudar nossas mães é todos os dias, e eu faço isso, mas se existe um dia só para homenageá-las, porque não fazer uma gracinha também, não!?


Foto mais antiga. Eu e minha mamis ♥
Eu, minha mãe e minha irmã. Foto desse final de semana. ♥
Eu, minha mãe, minha irmã e os presentes da minha mãe. Foto desse final de semana. ♥

Meu final de semana, na verdade, foi bem corrido. Até tava meio animada pra gravar uns vídeos, mas não consegui. Não deu tempo gente... Queria pelo menos mais um dia de folga viu, porque esses dois foram trash. No sábado não parei em casa e quando cheguei, acho que tava tão cansada que meu corpo reclamou. Tive uma dor forte na nuca, a garganta começou a doer e acho que até tive febre... Fui deitar cedo pra recarregar as energias.

No domingo acordei quase boa, mas ainda com aquele resquício de ter passado mal. Aproveitei pra ficar um pouquinho mais na cama. Daí depois que levantei fui dar um jeito na juba. Quem me acompanha no Facebook, Instagram ou Twitter já tá sabendo que tô de cabelo novo, mas pra quem não sabe ainda, eu tô MORENA gente! Cabelo pretinho, pretinho! Quem diria hein... haha...
Depois fui fazer almoço, depois continuar a arrumar o cabelo, que deu mais trabalho que o previsto. Depois deu sono e fui dormir. Hora que vi o domingo já tinha acabado... o.O

Meu cabelo novo! ♥
Enfim, voltando ao cabelo, passei a tinta, ou melhor, tonalizante preto, porque queria que saísse fácil depois, mas deu tudo errado. Usei o Color Express da Salon Line, mas ele acabou com meu cabelo. Deixou super ressecado. E pra piorar a situação, a cor ficou um desastre. A raiz ficou um preto quase castanho. Os 3 dedos seguintes que estava tipo um ruivo escuro (ruivo mesmo não vermelho, porque já tinha passado o dekap color antes) só deu uma escurecida, mas não tampou a cor. Continuou meio ruivo. O resto do cabelo que tava bem mais claro, ficou roxo! ROXO gente! Mas não ficou um roxo bonito que eu quisesse deixar, ficou um trem muito esquisito, parecendo coisa que deu errado mesmo. Olhei no espelho e quase chorei. Daí fui correndo procurar pra ver se ainda tinha alguma farmácia aberta pra comprar uma tinta preta pra cobrir aquele desastre todo. Por sorte consegui achar. Aí comprei o preto azulado da Koleston. E cá estou eu, morena de tudo. Cabelo preto azulado pro desespero do meu cabeleireiro (e das inimigas...) hahaha


Foto de hoje... ^^

Aiai... eu e essa minha indecisão do que quero fazer no cabelo... rs
Só pra constar, não coloquei preto por causa de emprego nem de ninguém. Coloquei porque eu quis mesmo. Desde o ano passado que eu venho reprimindo essa vontade de passar preto no cabelo todo por ser tão complicado de tirar depois. Mas eu quando coloco as coisas na cabeça não tem jeito, tenho que fazer pra sossegar... rs
Mas gente, mesmo amando o vermelho, mesmo amando os coloridos, eu amei esse cabelo pretão! To apaixonada... rs (sim, sou besta... u.u)

O que eu posso fazer se sou essa metamorfose ambulante, né!? Mudar faz parte de mim. E eu realmente não vejo problema nisso. Só mostra o quanto estou aberta a aprender sempre e mudar de opinião quando perceber estar errada. Mudar quando se acha necessário não é "ser poser" é ser sábio o suficiente pra entender quem você é e do que você precisa de verdade. Afinal de contas não existe coisa pior do que ficar fingindo ser algo que você não é. Uma hora a máscara cai. As pessoas que você queria atrair acabam se afastando de vez e no final das contas você percebe quanto tempo perdeu fingindo ser quem não é ao invés de ter aproveitado a vida do jeito que te faria realmente feliz. A vida é muito curta pra esse tipo de coisa.

Mas enfim, é isso gente. O post de hoje foi só um bate-papo + atualização do meu cabelo + algumas divagações sobre a vida... rs

Agora me digam vocês, o que acharam do meu novo cabelo? Alguém aqui também tem vontade de fazer essas mudanças drásticas? Aproveita enquanto ta vivo e faz! Sem medo de arrepender, porque se depois arrepender é só voltar pra cor original. :)


Beijos e até o próximo post! ;***


♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥

Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Livro: Mulheres - 30 Autores

Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Espero que sim!

Finalmente sexta hein!? Ê coisa boa... ^^

Eu sei que ando meio sumida, mas vocês já sabem como eu tenho me sentido ultimamente. E essa semana que não estava tão desanimada assim, tirei pra atualizar as leituras dos blogs que eu sigo. E tinha post pra caralho gente... como vocês escrevem hein... só hoje consegui terminar tudo! rs
E não, isso não é uma crítica, eu adoro ler os posts dos blogs que eu sigo. Foi só um comentário bobo. ^^

Ah, só pra atualizar vocês, disse que ia viajar pra casa dos meus avós no feriado + final de semana passado e fui mesmo, mas não fotografei nada por lá para o projeto Por Aí no Mundo. Gente, eu praticamente nem saí de casa lá. Foi o dia inteiro comendo e dormindo... hahaha

Esse final de semana tem dia das mães, né!? O que vocês acham dessa data comemorativa. Eu, particularmente, acho que é uma data apenas para fins comerciais, igual a quase todas as outras, mas mesmo assim não gosto de deixar passar em branco com minha mamis (nem com meu papis quando é o dia dele). Sempre eu e minha irmã fazemos o almoço especial e damos um presentinho. Antigamente até rolava um café na cama, mas hoje eles acabam levantando primeiro e estragando a surpresa... rs
E vocês, costumam fazer algo também?

Bom, sobre o post de hoje eu comecei sem saber exatamente o que ia falar, porque como ando deixando isso meio abandonado, hora que venho escrever, tenho várias coisas em mente. E eu tô mesmo com várias coisas pra escrever, nem sei por qual começar. Tenho um livro pra resenhar, tenho uns assuntos que quero falar, tenho TAGs pra responder (Niha e Jaque, eu não esqueci das TAGs que vocês me marcaram! ^^), tenho uma ideia em mente que to pensando em começar... aiaiai... #socorro... haha

Bom, mas enfim, vou fazer hoje a resenha do livro, porque minha memória é fraca e eu posso acabar esquecendo das coisas depois. rs
Sem falar que as TAGs e os assuntos que quero falar um pouco, tenho pensado em fazer em vídeo. Vamos ver se animo e começo a gravar uns esse final de semana...

Mas indo ao assunto, vou fazer uma resenha (que não é bem resenha) do livro Mulheres, escrito por trinta autores diferentes. Esse livro faz parte do projeto Livro de Graça na Praça que acontece todo ano em Belo Horizonte. O idealizador reúne alguns contos selecionados previamente por concurso e lançam, em parceria com o Ministério da Cultura, um livro que é distribuído gratuitamente durante o evento. Eu não fui ao evento, mas minha irmã que foi trouxe um livro para mim também. Esse ano pretendo ir. Se der certo, conto pra vocês como é o evento em si.

O livro não tem uma sinopse, mas vou deixar aqui o primeiro parágrafo do Prefácio para vocês terem uma noção do que se trata o livro. Como eu disse, é um livro composto por contos de 30 autores diferentes.

"Descrever o instigante e misterioso universo feminino foi o desafio proposto aos autores desta obra. Nas próximas páginas, você poderá apreciar o "olhar" de escritores famosos e iniciantes sobre elas. Múltiplas, únicas e "desdobráveis", como diz Adélia Prado, essas são as nossas mulheres. Mais do que simplesmente homenageá-las, os contos, em cada entrelinha, convida-nos a desmitificar conceitos e a refletir sobre a questão feminina na contemporaneidade."

capa do livro

De uma forma geral, eu não gostei muito do livro. O estilo de escrita da maioria dos autores não é daqueles que te prende, assim como a maioria dos contos. Acho que o livro cumpriu em parte com o objetivo de abordar o assunto da mulher na contemporaneidade, igual foi sugerido no prefácio. Alguns temas foram abordados beem nas entrelinhas mesmo, dando espaço para uma interpretação ruim das personagens femininas. Alguns contos eu até achei que tinham o olhar de uma pessoa machista, mas talvez eu tenha enxergado isso errado (e espero mesmo estar errada).

Uma coisa que me incomodou bastante é que a grande maioria dos autores são homens. E um até é frei. Definitivamente, eu não acredito que sejam as melhores pessoas para falarem sobre mulheres.Já que o intuito dessa edição era homenagear e, além disso, levantar a discussão da mulher na contemporaneidade, eu acharia muito mais justo que houvessem mais mulheres expondo seus pontos de vista no livro. Uma coisa que reparei também é que a maioria dos autores pertencem a classes (não classes sociais, porque isso não dá pra saber, mas classes profissionais) que normalmente são mais conservadoras.

Enfim, não é um livro que eu viraria e indicaria para alguém ler, mas se alguém tiver interesse em ler para tirar suas próprias conclusões, eu acho válido. É bom que vocês podem até discutir comigo depois sobre essa percepção que eu tive. Esse livro é de venda proibida, portanto a dificuldade para encontrá-lo será alta. Quem se interessar, posso trocar a minha cópia por algum livro parado no armário de vocês para fazermos a literatura circular, mas já vou avisando que minha cópia tem umas dedicatórias/autógrafos.

Vou deixar o nome dos autores e seus respectivos contos abaixo:

Affonso Romano de Sant'Anna - A Mulher que Passa
Antônio de Faria Lopes - Fátima e Bernadete
Antônio Roque Gobbo - Dona Marocas e o Quadro Negro
Arthur Vianna - O Evangelho Segundo Maria Madalena
Beto Vianna - As Primeiras Brasileiras
Christian Coelho - A Caçadora de Solidões
Cícero Christófaro - Conversas da Cozinha
Cida Chaves - Mulheres na Ventania
Dagmar Braga - Cumplicidade
Emerson Fidélis Campos - Mulheres
Eugênio Ferraz - Mulher
Everaldo Chrispim - Nas Dobras da Vida
Fábio Lucas - A Menina Alice
Fernando Fabbrini - O Homem de Turbante
Frei Betto - A Mulher Fatal
Helton Gonçalves de Souza - Mulheres
Ildefonso Bassani - Essas Mulheres...
Jair da Silva Araújo - A Libertação de Maria Clara
Jorge Dikamba - Memorial
Jorge Fernando dos Santos - Os Fantasmas do Velho General
José Mauro da Costa - A Dama de Preto
José Paulo Cavalcanti Filho - O Caso da Mãe que Queria Enterrar o Filho
Jussara de Queiroz - O que Restou de Mim
Laura Medioli - Madalenas
Luís Góes - Quando os Amigos Voltam
Maria Beatriz del Peloso Ramos - Vozes Sertanejas
Marilton Borges - Mulheres
Olavo Romano - Encontro na Arte
Petrônio Souza Gonçalves - Para Elas
Vânia de Morais - Um Dia para Sempre


Enfim, é isso gente. Espero que tenham gostado! Um excelente final de semana a todos e um feliz dia das mães para as mamães de todos vocês e se você for mãe, feliz dia das mães pra você também! ♥


Beijos e até o próximo post! ;***



♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥

Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:
| Facebook | Instagram | Youtube | Tumblr | Lookbook | Twitter |