sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Projeto Colaborativo Universo Alternativo: Top 10 Universo Alternativo - Retrospectiva 2016 parte I

Olá pessoas!
Tudo bem com vocês?
Espero que sim! :)

E aí, como foram de Natal? Mesmo quem não comemora a data em si, fez alguma coisa legal?
A data Cristã do Natal eu não comemoro, mas quase sempre acabo passando com a família por parte da minha mãe que costuma reunir o máximo de pessoas possíveis e fazer festa com ceia, sorteios ou amigo-oculto e coisas do tipo. Algumas vezes a gente lá em casa acaba indo pra casa da minha avó por parte de pai também, mas dessa vez foi a primeira opção. E apesar do calor, até que foi legal. Tinha até versão sem carne das comidas pra mim que agora sou vegetariana e pro meu tio que já era faz tempo... ^^

Mas enfim, vamos ao post de hoje, né. E já vou pedindo desculpas porque ficou um postamento (post + testamento)... haha
Nesse último post do ano venho trazer pra vocês um projeto colaborativo do grupo Universo Alternativo e que veio muito a calhar diga-se de passagem. Eu já estava pretendendo fazer uma retrospectiva desse ano aqui no blog com algumas reflexões e tal e vou aproveitar pra juntar com esse projeto. Então pode ser que meu post saia um pouquinho diferente das demais participantes desse projeto, mas no final a intenção será a mesma.


Esse projeto foi criado pela linda da Jaque do blog 4sphyxi4 e consiste em listar as 10 coisas mais marcantes desse ano, acredito eu que marcantes na forma positiva. Então vou aproveitar essa listagem pra finalmente abrir meu potinho de momentos felizes de 2016 e escolher algumas coisas que coloquei lá dentro pra fazer parte desse post. Será que teve 10 coisas?

Bom, pelo que andei vendo por aí, 2016 não foi fácil pra ninguém. Foi um ano de tragédias e perdas. De tempos difíceis. De muita guerra. De muita injustiça. Mas, para mim, também foi um ano de muitas e muitas reflexões. Confesso que uma grande parte do ano, em épocas variadas, eu estive em várias bads que me deixavam sem vontade de fazer nada nessa vida, só morrer. Vocês puderam ver isso aqui no blog, pois estava sempre comentando e justificando os sumiços. Mas apesar disso pude me conhecer muito melhor esse ano e acredito que até crescer um pouco como pessoa mesmo.

Eu recuperei um pouco de mim que tinha ficado perdida pela vida nesses anos passados. E o que não voltou a ser o que era antes é porque não volta mais mesmo. As experiências que a gente vive nos transforma e tem coisas que jamais poderão ser como antes. Precisamos entender e aceitar isso para podermos seguir em frente. Esse ano eu finalmente pude compreender isso e ver que eu não mudei para algo pior, eu apenas passei por experiências que me transformaram no que sou hoje.

Também pude superar muitas coisas que vinha trazendo desde adolescente dentro de mim. Pequenas decepções e bullyings que foram se juntando durante a vida e que de certa forma me prendiam muito ao passado e que hoje posso dizer que estou livre. Não livre de como se nunca tivesse passado por isso, mas livre de passei por isso, me fez mal, mas hoje passou e já não faz mais diferença na minha vida. Acabou e não preciso mais provar nada pra ninguém ou "me vingar" de alguma forma.

Esse ano eu voltei a sair mais com meus amigos. Não tanto quanto gostaria ainda, mas tive ótimos momentos com pessoas que amo. Eu voltei a elogiar as pessoas que admiro, mesmo que com certo receio. Tinha parado de fazer isso pois, por um tempo, eu passei a achar que todo mundo me faria de trouxa nessa vida só por eu mostrar a elas o quanto as admiro. E pior, achar que eu estaria sendo falsa só por elogiar. Eu sempre gostei de elogiar as pessoas, mas as pessoas desaprenderam a receber elogios. Passei por isso há um tempo atrás e fiquei com medo de passar de novo. Mas superei. Acredito de mais que as pessoas precisam ser elogiadas e motivadas sobre o que fazem de bom. As pessoas precisam saber que tem gente no mundo que apoia elas. O mundo precisa de mais amor e é isso que tô tentando fazer. Faz tanta diferença isso... Eu falei mais eu te amo pras pessoas que realmente importam. Eu conheci muita gente nova e legal. Eu fiz mais tatuagens que já queria há tempos, mas não tava sobrando grana. Consegui fazer mais alguns vídeos pro canal. Enfim, apesar dos pesares, esse ano teve suas coisas boas. E pra confirmar ainda mais isso, vamos ao Top 10 desse ano:


1- Passeio até a cachoeira Chica Dona.
Delícia de passeio até uma cachoeira bem bonita aqui da região. Fui com meus pais, primos e tia. E foi uma delícia de passeio pra começar o ano.

2- Viagem pra Arraial do Cabo em janeiro.
Uma viagem mais que perfeita pra um verdadeiro paraíso. Se quiserem conhecer um pouco de Arraial, veja os posts aqui: parte 1 - parte 2.

3- Voltei pro pole dance e fiz minha primeira inversão.
Tinha ficado um tempo parada e finalmente voltei esse ano. Agora no final do ano tive que parar novamente por causa das tatuagens que estava fazendo e agora vem férias por aí, mas março tô de volta. Nessa volta ao pole também fiz meu primeiro movimento de inversão, o que pra mim significa muito, pois eu mal conseguia dar uma cambalhota por causa de medo e consegui inverter na barra. Sem falar que inversão é algo difícil, ou seja, significa que tô crescendo no que faço.

4- Parcerias com as lojas Ravenous (maio) e Witch House Tattoo Shop (setembro).
Duas novas parcerias esse ano, o que me deixou muito feliz. Mais uma vez mostra que estou crescendo no que estou fazendo. Fiquei muitíssimo feliz, pois sempre gostei muito das duas lojas.

5- Virei vegetariana.
Algo que sempre quis, mas achava que nunca ia conseguir, pois gosto muito de carne (não deixei de gostar, mas parei de comer). Fiquei muito feliz quando finalmente consegui parar de comer carne, pois sempre gostei muito de animais e não achava justo comer alguns deles. Ainda não sei se conseguirei virar vegana, mas eu tento ao máximo não consumir marcas que testam em animais e tal.

6- Terminei a tattoo das costas.
Finalmente!!! Depois de uns 3 anos (eu acho), finalmente consegui terminá-la. Ela ficou muito tempo parada, pois comecei a pagar plano de saúde pro meu pai e era muito caro e aí não sobrava dinheiro. Mas ele resolveu cancelar o plano e consegui terminar a tattoo.

7- Nova tatuagem: bruxinha.
Comecei uma tattoo do lado de fora do antebraço direito, desenho de uma bruxinha que faz parte do projeto de fechar o braço direito.

8- Nova tatuagem: sereia trevosa + conheci a Nyu.
Comecei uma tattoo na coxa esquerda, desenho de uma sereia trevosa dona do oceano todo (haha). E com isso acabei tendo a oportunidade de conhecer a Nyu, que foi quem fez a tattoo. Ela é de SP e tenho ela no face faz anos. Sempre a acompanhei e admirei seus trabalhos e esse ano finalmente pude conhecê-la.

9- Cheguei aos 3.000 seguidores no instagram.
Em março cheguei aos 2.000 e em setembro aos 3.000 seguidores no meu instagram. Também fiquei muito feliz, pois mostra que as pessoas também estão gostando do que eu faço. Pra mim, cada pequena conquista vale muito.

10- Cheguei aos 1.000 likes na página do facebook.
E agora já tô nos 1.700 e poucos. A página é relativamente nova, pois a minha antiga eu resolvi desativar. Então também fiquei muito feliz com isso. Quem puder, curte lá também. :)

E essas foram as 10 coisas mais marcantes do ano que estavam guardadas no meu potinho. No total tinha 23 papeizinhos de momentos felizes no potinho, mas como puderam perceber, algumas coisas eram parecidas então juntei em um mesmo tópico. E as outras que eu não juntei estarão na parte II desse post que vem em breve, pois são coisas sobre meu trabalho de altmodel e performer que resolvi fazer um post especial pra compartilhar com vocês e servir de registro. ^^ (edit: veja a parte II aqui).

Pra você ver, né. A gente tá sempre achando que foi tudo uma bosta, mas no fundo teve muita coisa boa que às vezes passa despercebido diante de tantas coisas ruins que acontecem ao nosso redor. Precisamos aprender a comemorar mais as pequenas vitórias e momentos felizes. São eles que dão sentido a nossa vida. E precisamos parar de dar tanta importância aos momentos ruins, pois eles acabam nos distraindo da verdadeira felicidade, que são esses momentos assim.

Espero que esse post tenha inspirado vocês a fazerem o mesmo. Parar um pouquinho e repensar todos os momentos desse ano e ver que pelo menos 1 coisa boa aconteceu. E isso já faz valer todo o ano.

Veja abaixo outras participantes do projeto e vai lá no blog delas fazer uma visitinha e conhecer o Top 10 de cada uma também!
4sphyxi4
Lady Dark's
Vercthu
Panzoca
All Mine
Jéss Ribeiro
Maruja
Memórias de Uma Guerreira
Prazer, Jéssica
Eccentric Beauty
Alternativa GG
Anjo Caído
Necro Side
Relíquias da Lara
Admirável Inconstância
Vultus Persefone

E é isso gente! Espero que tenham curtido esse post. Eu gostei bastante de fazê-lo! ^^
Um Feliz Ano Novo para todos vocês! Que esse 2017 seja cheio de coisas boas e muitas realizações para todos. Que seja um ano de energias positivas e renovação. E claro, muita surpresa boa!


Beijos e até o próximo post! ;***


 ♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥
Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Outfit: Zombie Skirt

Oi gente!
Tudo bem com vocês?
Espero que sim! :)

E aí, como foram de final de semana?
O meu foi tranquilo. Não fiz muita coisa. Só no sábado que saí pra tatuar. Sim gente, comecei mais uma... e tô muito apaixonada por ela... Vou colocar a foto aí embaixo para vocês verem. A quem se interessar, ela foi feita pela tatuadora Lívia de Barcelos. A Lívia tatua num estúdio em Santo André - SP, mas veio passar duas semanas tatuando e vendo a família aqui em BH, aí aproveitei, já que era doida com os desenhos dela. E esse foi feito especialmente pra mim com uma ideia que eu tinha na cabeça e outra imagem de referência.

Olha só que linda gente! *-* Ainda falta mais uma sessão.
Mas enfim, vamos ao post, né!?
O de hoje é mais um de look do dia. Esse look usei pra ir na primeira edição da SuicideGirls Party aqui em BH. A festa foi muito boa e eu tava me sentindo muito bem com esse look. rs
Bora as fotos?


Essa foto tirei no evento e tô postando porque além de dar pra ver o look, foquem nessa placa. haha







Cropped: era da minha irmã, não sei a loja / Saia: Reversa / Sapato: Melissa / Choker unicórnio: Ravenous [cupom 10% off: monevenzel] / Bolsa pentagrama: Queen of Bones / Tattoo Choker e anel unicórnio: eBay / Anel pentagrama: Sammy Dress / Anel coração: lojinha de bijouteria


Quem me acompanha no instagram já tinha visto o look e a tattoo nova. Aliás, tem a do braço também que ainda não comentei por aqui, né, mas que também já tinha postado por lá. Vou colocar uma foto aí em baixo também.

Também tô amando essa. E também falta mais uma sessão. :)
Essa de bruxinha foi feita pelo tatuador Paulo Prata (Chokito). A maioria das minhas tatuagens são dele. Todos desenhos personalizados também. :)

Voltando ao look, como disse, tava me sentindo muito bem com esse look, mas não era só pela roupa. Há algum tempo eu já tinha mudado minha alimentação e passado a fazer alguns exercícios em casa mesmo, pois tava me sentindo muito mal comigo mesma. E no dia dessa foto eu já tinha emagrecido uns 2kg e desinchado bastante também. Hoje eu já perdi 4kg e tudo mantendo uma alimentação bem saudável e balanceada. Eu fiz tudo por minha conta, pois desde que virei vegetariana andei pesquisando bastante sobre alimentação, mas eu aconselho mesmo é procurarem uma nutricionista para te orientar melhor. Eu sei que não estava me sentindo bem por causa desse padrão besta de beleza que a sociedade nos impõe, tenho consciência disso, mas ninguém é perfeito né gente. Não existe ninguém nesse mundo que seja completamente isento de alienação. Então o que eu falo é que a gente precisa ter consciência das coisas, mesmo que elas nos influenciem. Precisamos entender e, principalmente, não ficar cheia de neurose. Não deixar de fazer as coisas que você gosta por causa dos padrões. Faça as coisas para se sentir bem e com consciência.

Enfim, é isso gente. Espero que tenham gostado! :)
Me contem aí o que acharam.


Beijos e até o próximo post! ;***



 ♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥
Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

TAG: Me Descobri

Oi gente!
Tudo bem com você?
Espero que sim! :)

Como tem passado a semana?
A minha tá super tranquila.. vai chegando final de ano o serviço praticamente para.. mal, mal toca o telefone... rs
E semana que vem será ainda melhor porque estarei de folga. Ê maravilha... ^^
Vou aproveitar pra fazer dois ensaios. Um com tema de Natal e o outro com as outras duas peças que recebi da Witch House Tattoo Shop. Espero que dê tudo certo...

Mas enfim, vamos ao post de hoje. Hoje vim responder uma TAG. Faz um tempão que não respondo TAGs por aqui, né!? Ainda tenho uma outra pendente que a Jaque me marcou a milhões de anos atrás e qualquer dia desses trago ela pra cá também.

Mas a de hoje se chama Me Descobri e quem me indicou foi a Aninha do blog Dias de Cheshire. Essa TAG foi criada pelo blog The World by Koizumi. Vamos começar pelas regrinhas e em seguida a TAG em si.

Regras:
- Linkar o Blog que criou a TAG;
- Linkar o Blog que te indicou;
- Colocar o selo da TAG;
- Para cada pergunta uma resposta em texto e uma foto que simbolize esta resposta;
- Indicar a partir de 9 Blogs para responder a TAG.

TAG: Me Descobri:
TAG criada pelo blog The World by Koizumi.
Fui indicada pelo blog Dias de Cheshire.
Selo da TAG:



1- Como se chama? Fale um pouco sobre seu nome... Quem te deu esse nome? Você gosta?
R: Meu nome é Simone e quem o escolheu foi minha mãe. Segundo ela, quando ela era mais jovem ela conheceu uma moça muito doce e educada com esse nome e desde então ficou com isso na cabeça. Falou que queria que sua filha fosse como aquela moça e por isso colocou o mesmo nome.
Meu nome tem origem hebraica e significa aquela que ouve. E bom, acho que tem bastante a ver comigo. Normalmente estou sempre ouvindo e dando conselhos aos amigos. rs
E sim, gosto bastante do meu nome. Teve uma fase que não gostava, mas hoje eu não me vejo com outro nome se não esse.

Tá só o apelido, mas serve, né!? rs
 2-Algum desejo?
Tantos... rs
R: Mas acho que os dois mais fortes são ter minha casa e viajar muito por esse mundo ainda.


3-Qual seu maior medo?
R: Ficar sem minha família. São as pessoas mais importantes da minha vida.


4-Como se sente quando alguém diz que você não devia ser assim?
R: Eu nem ligo. Pra mim, uma das coisas mais importantes nessa vida é a gente ser fiel a nós mesmos. Ser quem a gente é sem se importar com o que os outros falam ou pensam.

Adoro esse desenho...
5-Já se perguntou quem você é? Qual o motivo de estar onde está?
R: Sim... sempre... e nunca cheguei a nenhuma conclusão. Algumas vezes até acho minha existência sem sentido. Mas vai saber qual o propósito do Universo, né!? ^^


6-Tem algo em você que te incomoda?
R: Tem sim... sou uma pessoa muito preguiçosa/procrastinadora. E isso algumas vezes me irrita.. rs
E em relação a aparência, algumas vezes fico bastante insatisfeita com meu corpo. Mesmo sabendo que isso é produto do pensamento que o sistema nos impõe desde que nascemos.

Mais um desenho que adoro...

7-Tem alguém que te inspira?
R: Pessoas autênticas e perseverantes sempre me inspiram porque eu estou sempre a beira de desistir de tudo... rs
Mas meus pais também me inspiram muito. Eles batalharam muito pra estar onde estão e passaram por muitos perrengues durante a vida.

Os grandes amores da minha vida ♥
 8-Qual a sua cor?
R: Cor favorita, eu acho né!? rs
Preto e vermelho são as favoritas.

Atoísse de paint... fiquei incomodada do coração do centro ter ficado torto (mais pra cima)... rs

9-Algo a dizer sobre as pessoas que venham a te conhecer?
R: Olha gente, eu tenho cara de antipática e brava, pareço chata, sou reclamona, às vezes pareço doida, mas no fundo, no fundo, sou uma pessoa legal. E pode ter certeza que posso ser uma das melhores amigas que você vai ter durante a vida. Amizade pra mim é como um tesouro que merece ser preservado e cuidado. Ah, e não se assustem com minha inconstância capilar e de humor... rs


Blogs indicados: Então gente, não vou indicar ninguém porque não sei quem gosta e quem não gosta de responder TAGs, mas quem curtir, sinta-se indicado. E se resolver responder, depois me mandem o link pra poder ler suas respostas também! :)

E por hoje foi isso gente! Espero que tenham gostado!


Beijos e até o próximo post! ;***


 ♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥
Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Livro: O Filho do Coveiro - Marcos Mota

Oi pessoas!
Tudo bem com vocês?
Espero que sim! :)

Hoje vim trazer mais um post de livros pra vocês!
Tô conseguindo colocar a leitura em dia e tô pensando em trazer um post de livro por semana (ou algo próximo a isso). Até porque tô com uma pilha enorme de livros acumulados para ler. O que acham?

Bom, mas vamos então ao livro de hoje, né!? O livro é o O Filho do Coveiro do autor Marcos Mota. Mais um autor brasileiro aí pra vocês. Abaixo a capa e sinopse do livro:


"Toda minha vida se passou em constante e íntimo contato com os mortos. Eu era o filho do coveiro. Minhas primeiras lembranças e as mais duras descobertas de minha vida aconteceram já em tenra idade no cemitério de São Cristóvão.

Sob pesadas penas, meu pai preparava as sepulturas, escavando a terra e escorando suas paredes, ora secas e quebradiças, ora lamacentas; porém sempre infestadas de insetos repugnantes, que insistiam em sair, furtivos, dos numerosos buracos e locas obscuras. O cemitério pertencia à Catedral Monsenhor, um templo de arquitetura neogótica, com seus arcos ogivais trabalhados e uma elevada nave central iluminada pela luz macilenta, filtrada e multicolorida pelos vitrais, que sempre refletiam no piso de cenas da história sagrada. Aquele era meu segundo lar na cidade mineira de Campo Verde. Estávamos no início do século XX."

Eu confesso que o teor do livro foi um pouco diferente do que eu esperava. Acho que por estar acostumada a ler muitas histórias de terror/horror/suspense, pela sinopse achei que tenderia mais pra esse lado. Mas na verdade é um romance sobre o filho do coveiro e como sua vida se passou sendo o que era.

Apesar de não ser o esperado, achei o livro bom. Mesmo com suas poucas páginas, 95, achei a história bem profunda. Talvez pelo fato do livro ser narrado em primeira pessoa, o filho do coveiro, e termos acesso a todos seus pensamentos e sentimentos, ele tenha conseguido essa profundidade. Única coisa que achei que poderia ser melhor é que a parte do romance do filho do coveiro com a moça em questão poderia ter sido um pouco mais explorada.

A história, como dito anteriormente, gira em torno desse personagem e sua vida. Como suas expectativas, atitudes e também sua fé mudaram seu destino teoricamente previsto, para o que ele realmente queria que fosse. E como isso impactou na vida não só dele, mas também de muitos dos que vivam naquela cidade àquela época.

Apesar de ter um vocabulário um pouco diferente, tanto pela época em que se passa o livro, tanto pelo fato do narrador ser o filho melancólico de um coveiro, a leitura flui rápida e é mais um daqueles que se lê em uma sentada.

Se você gosta de um pouco de melancolia, de personagens que se reinventam e mudam seu próprio destino e romances, então eu recomendo esse livro para você.

Sobre a diagramação, páginas amareladas e letras em tamanho normal, o que ajuda muito na leitura. Nenhuma ilustração além da da capa e o autor explica o motivo no início do livro. A única coisa de diferente que tem são pequenos desenhos em cima do título de cada novo capítulo, como podem ver abaixo. Todos os desenhos tem a ver com o que acontece no capítulo.


Esse livro eu comprei na Bienal do Livro de Minas Gerais e vou deixar a seguir o contato do autor para quem se interessar, saber um pouco mais: - Site -

E é isso pessoal! Espero que tenham gostado!
Me contem vocês, quem aí já leu ou ouviu falar desse livro? O que acharam?


Beijos e até o próximo post! ;***


 ♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥
Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Outfit: Dark Mermaid

Olá pessoas!
Tudo bem com vocês?
Espero que sim! :)

E aí, como passaram de final de semana?
O meu foi tranquilo. Saí no sábado pra resolver algumas coisas e depois só fiquei em casa mesmo.
Pra ser sincera, ando um pouco desanimada. Tanto que vocês podem ver que já parei com os vídeos again... mas agora não tô me cobrando mais. O dia que der vontade eu faço, o dia que não tiver afim fica sem fazer mesmo. Não vou ficar me sentindo culpada por isso se não a bad vem com tudo... rs

Mas enfim, o post de hoje é mais um de look. Não desse final de semana, mas do de antes. Usei esse look pra ir numa festa que teve num pub aqui de BH. A festa era a "Emopalooza" e foi muito bom relembrar os velhos tempos... rs

Sim gente, pra quem não sabe, eu era emo. E foi bem legal ouvir todas as músicas que fizeram minha adolescência novamente. Eu pude perceber que naquela época eu era feliz e não sabia... rs
Deu bastante nostalgia.... Enfim, vamos as fotos, né!?







Participação especial do amor da minha vida ♥



Calça: SheIn / Coturno: Vilela Boots & Shoes / Colar: Ravenous [cupom 10% off: monevenzel] / Pulseiras: Fique Bella Acessórios / Tattoo choker, anéis de estrela-do-mar e de concha e presilha de estrela-do-mar: eBay / O resto foi de lojinhas de bairro e feira shop


Uma sereia darkzinha pra vocês. Pra quem acha que sereia é só aquela coisa meiga, fofa e em tons pastéis... tô aqui nesse mundo pra quebrar as regras mesmo. Que se dane o resto.

E por hoje foi isso. Me contem aí o que acharam do look. ^^


Beijos e até o próximo post! ;***



 ♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥
Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias:

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Outfit: Looks da Semana: A Ocasião Quem Faz é A Gente + Sendo Alternativa no Serviço + Devaneios

Oi gente!
Tudo bem com vocês?
Espero que sim! :)

Essa semana resolvi fazer uma mudança na minha vida e resolvi compartilhar com vocês aqui também, por motivos de vontade de falar... rs

Sabe, outro dia, arrumando algumas coisas no guarda-roupa, tirando algumas coisas que não usava mais e tal, parei pra pensar em quanta roupa que eu gostava e estava parada nos cabides esperando uma oportunidade para serem usadas. Eram mais, especificamente, algumas blusas com estampas legais, mas que eu julgava não serem adequadas para o serviço. E outras roupas mais ousadas que são realmente pros rolês da vida. E também tinha algumas maquiagens vencendo que eu se quer tinha usado ainda. Então parei pra pensar no quê que eu estava fazendo. Porque não usar aquelas coisas?

Tudo bem, eu quase não estava saindo pra lugar nenhum nos últimos tempos, por isso não estava usando aquelas coisas, mas poxa, eu saía todo dia pra ir pro serviço, porque não usar algumas daquelas blusas pra ir trabalhar? No meu serviço não se exige um traje formal nem nada, então porque não usar algumas daquelas blusas? Elas não eram nada ousadas, eram apenas camisetas simples com uma estampa ou detalhe diferente. Será mesmo que alguém não me deixaria trabalhar só por estar com aquela blusa da estampa de caveira diferentona? Bom, acho que não, até porque já tem 4 anos que tô trabalhando nesse lugar (QUATRO ANOS!!! #socorro) e as pessoas já devem ter percebido que não é minha aparência que determina meu trabalho.

As blusas estavam paradas esperando uma "oportunidade" para serem usadas. E daí quando eu resolvia sair pensava em usar elas, mas também tinham as "roupas dos rolês". Será que o rolê não era especial o suficiente pra aquele vestido arrasador? Oi? Não, pera, tem uma coisa errada aí. Desde quando é o rolê que determina sua roupa. Achei que fosse seu estilo e sua vontade de usar, né não? É, é isso mesmo. Então tem um trem aí que precisa ser mudado. E foi assim que eu decidi que precisava de uma mudança na minha vida. Mas não era só em questão de usar ou não usar uma blusa pra ir trabalhar e sim uma mudança no pensamento.

Lembrei de como eu era há alguns anos atrás. Usava uma "roupa super escandalosa" pra fazer um simples passeio na praça sem nem ligar pra nada. Quando foi que isso mudou? Céus, eu já tava mesmo caindo no papinho sórdido da sociedade? "Você precisa se adequar", eles disseram...

E foi assim que eu resolvi que quem faz o momento é a gente. E daí que eu só tô indo na padaria às 6h da manhã com um olho preto super esfumado e um batom vermelho? E daí que eu vou dar um passeio no shopping com aquele "vestido de festa"? E daí gente? Não são as roupas que eu gosto? Por que não usá-las? Por que se importar com o lugar se o que importa mesmo é você se sentir bem e você mesma?

Essa semana que se passou comecei a colocar isso em prática. Alguns dias da semana já consegui me maquiar antes de sair pra trabalhar (outros não por motivos de dormi mais que o despertador). E fazia a maquiagem do jeito que eu queria. Um olho preto mais forte, outro dia uma sombra colorida combinando com o detalhe da roupa. Tirei a poeira daquelas blusas legais que davam sim pra ir trabalhar e comecei a usar. Farei isso com alguns vestidos e saias que não forem muito curtos também. E vou continuar seguindo por esse caminho. Às vezes a gente se perde no meio de tanto bombardeio, mas parar pra refletir de vez em quando sobre quem a gente realmente é e sobre como estamos levando nossa vida, que é tão curta e passageira, é super importante pra que no último dia de nossas vidas tenhamos a certeza de que nada poderia ter sido melhor do que foi.

E pra você que gostaria de ser mais alternativo no serviço eu dou a mesma dica. Se seu serviço não exigir roupas formais ou uniforme, abuse de peças com estampas e cortes legais. Abuse dos sapatos diferentões. E os acessórios maravilhosos? Usa tudo! E se por acaso seu serviço exige a roupa formal ou o uniforme, abuse dos acessórios e sapatos. Sabe aquela bolsa super legal com uma pegada alternativa? Usa ela. Sabe aquele colar em formato de morcego? Usa ele! Sabe aquele scarpin com alguns spikes no salto? Usa ele! E você também pode achar roupas formais com pegadas alternativas. Procure em lojas alternativas que garanto que achará alguma peça usável por lá! Use sua criatividade. Tenho certeza que você tem muito dela guardada aí dentro.

E pra terminar, vou deixar algumas selfies que fiz no espelho do banheiro do serviço com os looks da semana. Nas fotos só dá pra ver a parte cima do tronco, mas eu estava usando calça legging preta e sapatilha em todos eles. Dos saltos eu ainda não abuso porque tenho que dar uma andadinha boa até o serviço, então fico na preguiça.. rs
Mas os tênis e as botas sem salto estão aí pra isso!

Colar: Ravenous [cupom 10% off: monevenzel]
Colar: Ravenous [cupom 10% off: monevenzel] -
Blusa: Cha Tarot & Bruxaria [cupom 12% off: monevenzel]
 
Colar: Ravenous [cupom 10% off: monevenzel]
Colar: Ravenous [cupom 10% off: monevenzel]

E é isso gente! Espero que tenham gostado do meu devaneio/desabafo/texto motivacional da vez... rs
E espero, de coração, que eu possa ter ajudado/inspirado alguém que esteja passando pela mesma coisa.


Beijos e até o próximo post! ;***



 ♥ Se gostou desse post, não se esqueça de seguir o blog e deixar seu comentário.
Assim você me ajuda na divulgação! :) ♥
Me siga nas redes sociais:
Follow me on the social medias: